what we shall be?

Jul 17

“Existe apenas uma idade para sermos felizes, apenas uma época da vida de cada pessoa em que é possível sonhar, fazer planos e ter energia suficiente para os realizar apesar de todas as dificuldades e todos os obstáculos. Uma só idade para nos encantarmos com a vida para vivermos apaixonadamente e aproveitarmos tudo com toda a intensidade, sem medo nem culpa de sentir prazer. Fase dourada em que podemos criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança, vestirmos-nos de todas as cores, experimentar todos os sabores e entregarmos-nos a todos os amores sem preconceitos nem pudor. Tempo de entusiasmo e coragem em que toda a disposição de tentar algo de novo e de novo quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na nossa vida chama-se presente e tem a duração do instante que passa.” — Mario Quintana (via palavrisses)

(Source: Ortografias, via palavrisses)

“Que eu não perca a vontade de ajudar as pessoas, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda.” — Chico Xavier.  (via delator)

(Source: bipolarefeliz, via delator)

[video]

May 27

(Source: fucked-up-sketches, via singela-bruta)

May 25

(Source: classificar, via sobreavida-apaz-eaguerra)

May 23

(via delator)

May 22

(Source: youtu.be, via sensibilista)

May 18

(Source: bandidaclandestina, via singela-bruta)

May 15

“Sim, eu tenho medo do esquecimento terreno. Mas, quer dizer, não quero parecer meu pai nem minha mãe falando, mas acredito que os seres humanos têm alma, e acredito na manutenção da alma. O medo do esquecimento é outra coisa, o medo de não ser capaz de dar a minha vida em troca de nada. Se você não vive uma vida a serviço de um bem maior, precisa pelo menos morrer uma morte a serviço de um bem maior, sabe? E eu tenho medo de não ter nem uma vida nem uma morte que signifique alguma coisa.” — John Green. (via delator)

(Source: tipografado, via delator)

(Source: gifmovie, via g-o-o-d-b-y-e-apathy)